Registe em poucos segundos a nossa newsletter e receba todas as novidades.

Acrilsports

#GetsYouFurther

A Acrilsports é a peça que faltava no meu puzzle

Pany Varela junta técnica e velocidade como ninguém no futsal português e é a faísca que faz explodir o barril de pólvora da qualidade da equipa do Sporting e da Seleção nacional. A parceria com a Acrislports é, para ele, a peça que faltava para alcançar outros patamares.

Aos 33 anos, o jogador de futsal já conta com seis Campeonatos Nacionais, sete Taças de Portugal, três Taças da Liga, sete Supertaças e três Ligas dos Campeões da Uefa pelo Sporting. Já pela seleção nacional venceu dois Europeus, um Mundial e, recentemente, em setembro ajudou à conquista da primeira Finalíssima Intercontinental na Argentina, vencendo a Espanha nas grandes penalidades por 4-2. 

Nascido no Tarrafal, em Cabo Verde, o ala português renovou contrato com o emblema verde e branco em fevereiro, sem se saber por quantos anos. No entanto, foi um momento simbólico e de afirmação na confiança do clube num jogador que é um dos símbolos maiores da equipa.

Três dezenas de títulos para um jogador singular e cuja carreira começou no Benfica, com passagens pelo Belenenses e SL Olivais. Mas antes de chegar ao Sporting Clube de Portugal esteve três anos no AD Fundão. Para Pany Varela foram anos fundamentais para a sua afirmação no panorama do futsal. “Em tom de brincadeira costumo dizer que devia ter tido a coragem de ir para o Fundão mais cedo, sem desvalorizar obviamente os clubes por onde passei porque todos eles acrescentaram valor, e muito, ao homem e atleta que sou hoje. Mas o Fundão acabou por ser o clube que me fez dar o salto para a seleção nacional e depois para o Sporting CP e tenho a dizer também que no Fundão conseguimos algo histórico, que foi chegar à final do campeonato e também vencer uma taça de Portugal. Foram três anos incríveis e de muito crescimento pessoal também”.

“(…)no Fundão conseguimos algo histórico, que foi chegar à final do campeonato e também vencer uma taça de Portugal. Foram três anos incríveis e de muito crescimento pessoal também” Destaque

Aos 33 anos, Pany continua a ser um jogador vertiginoso, que muitas vezes desbloqueia jogos com o seu repentismo e capacidade de fugir a marcações. No meio dos movimentos extremamente ritmados e disciplinados que são marca registada do futsal, à procura do erro do adversário, Pany consegue muitas vezes ultrapassar o seu marcador e rematar forte ou assistir quase sempre colado à linha e é particularmente “venenoso” em contra ataques. 

Pany afirma que é “apenas” parte de uma máquina que funciona com peças de grande qualidade, como na seleção nacional que tantas alegrias tem dado ao país. “Acredito que sou mais uma peça importante tal como os outros jogadores/staff que fizeram parte da seleção na altura das conquistas. Todos nós temos um papel vital no seio do grupo e cabe a cada um cumprir o seu, o melhor que puder e conseguir. Sendo um desporto coletivo não consigo e nem gosto de pensar de outra forma a não ser essa, o meu sucesso será sempre consequência do trabalho coletivo que vai possibilitar destacar-me ou a outro colega”.

O jogador que conta com 77 internacionalizações, diz ainda ter alguns anos de Futsal pela frente. “Trabalho para que possa ainda ter mais alguns anos pela frente, muito mais que a quantidade que sejam anos repletos de qualidade e competência”. 

Para isso conta com a parceria com a Acrilsports, através da qual tem acesso a ferramentas variadas, desde o treino à recuperação, e com tecnologia e qualidade de acordo com as suas ambições. No puzzle de Pany, esta parceria é muito valiosa.

“Eu sempre gostei de trabalhar além do que nos é proposto nos clubes e acredito que esse trabalho “invisível” é que também fez com que eu atingisse o nível que atingi”. 

“A parceria com a Acrilsports veio facilitar e dar mais e melhores condições a esse meu trabalho. Hoje posso dar-me ao luxo de fazer todo esse trabalho extra no conforto da minha casa porque a parceria com a Acrilsports trouxe-me essa vantagem. Digo sem qualquer sombra de dúvida que o meu sucesso também é o sucesso de quem trabalha comigo e a Acrilsports é a peça que ainda faltava no meu puzzle.

“Eu sempre gostei de trabalhar além do que nos é proposto nos clubes e acredito que esse trabalho “invisível” é que também fez com que eu atingisse o nível que atingi”. 

Apesar de todas as conquistas, o jogador continua a querer mais, “A minha ambição leva-me a iniciar cada época como se fosse a primeira, como se ainda não tivesse conquistado nenhum dos títulos que vai estar em disputa, é algo que me acompanha desde tenra idade e acredito que no dia que perder isso será o dia que também coloco ponto final na minha carreira como atleta profissional. Tanto no Sporting como na Seleção Nacional o objetivo é simples, ganhar! Ganhar mais títulos e jogar melhor futsal dia após dia”.

Ainda há muitos títulos para alcançar e metas para ultrapassar e a  Acrilsports estará lá para ajudar. 

O Nosso Grupo